top of page

Empreendedorismo feminino: coragem e resiliência são chave no percurso de empresárias

Empreendedoras femininas são destaque em painel do Mercado Livre Experience. Adriana Barbosa, CEO do PretaHub, Lidiane Batoni, dona do Grupo Batoni e Patricia Araújo, diretora de pessoas do Mercado Livre são convidadas ao evento para compartilhar experiências, conselhos e vivências femininas no mundo do empreendedorismo.



Empreendedorismo


Barbosa abriu sua fala detalhando que o mundo do empreendedorismo, apesar de todas suas complexidades e desigualdades, têm se tornado cada vez mais divertido.


Segundo a executiva, há três aspectos essenciais quando o tema é o ecossistema empreendedor: autoestima, narrativa e diversidade. Sendo o elo entre elas as mudanças que vêm ocorrendo.


Criando cada vez mais confiança, alterando histórias vigentes e desenvolvendo competências em áreas diversas as mulheres ocupam mais e mais espaços no mercado.

Araújo completa questionando: “quem são essas mulheres que queremos incentivar a empreender?”


Em uma pesquisa do Mercado Livre com mais de 4 mil mulheres, Patricia detalha que 50% são negras, 80% são mães e todas acreditam que, ao empreender, serão capazes de conquistar um crescimento superior a 30% com seus negócios.


“O objetivo é desenvolver e apoiar as mulheres, auxiliando na gestão financeira, vendas, assim como desenvolver o perfil tecnológico e digital dessas mulheres”, afirma a diretora.


Perspectivas para o futuro


Outro ponto trazido por Barbosa é o engajamento das marcas com as dificuldades da sociedade. De acordo com a CEO, “é fora de moda empresas que não se engajam com os problemas”.


A forma como uma organização apoia e auxilia os empreendedores, para além da promoção própria da empresa, é essencial e um diferencial.


Patricia explica que o Brasil é o sétimo país mais empreendedor do mundo, sendo 50% das donas de negócios mulheres.


A CEO do PretaHub ainda reforça: “é necessário a inclusão social, [as mulheres] precisam de investimentos, precisamos falar de dinheiro. Há uma diferença gritante entre os investimentos para homens e mulheres”.


Os novos empreendedores precisam visualizar como as competências e habilidades internas de diferentes empresas podem ser benéficas para eles.


A dona do Grupo Batoni encerra o painel aconselhando: “as pessoas precisam de resiliência e coragem dentro desse mercado”

Comentários


bottom of page